Arquivo da tag: Diálogo Municipalista

Diálogo Municipalista e 4º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial

De 27 a 30 de novembro, junto ao Diálogo Municipalista promovido pela Confederação Nacional de Municípios, será realizado 4º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial. O evento, que ocorre em Foz do Iguaçu (PR), tem o objetivo de dar continuidade às ações para construção do Plano Nacional de Gestão do Patrimônio Mundial e o desenvolvimento das cidades históricas turísticas. A atividade é gratuita com vagas limitadas. Os interessados em participar devem se inscrever pelo site www.cidadeshistoricas.cnm.org.br

A programação prevê palestras sobre iniciativas e boas práticas para uma gestão de qualidade, a apresentação da pauta política: o movimento municipalista e articulação no Congresso Nacional, além da explanação sobre a articulação política do movimento municipalista.

As Cidades Históricas e os Sítios do Patrimônio Mundial, Natural e Cultural no Brasil desempenham papel de destaque na dinamização econômica, social, cultural e turística de uma localidade e por essa razão são núcleos com grande potencial para a geração de riquezas, trabalho e renda e devem bem aproveitar as suas especificidades e redes de cooperação.

O aproveitamento efetivo dessa potencialidade deve ser realizado a partir do estabelecimento de redes de cooperação entre governo, comunidade e iniciativa privada para a implantação de políticas públicas voltadas às ações de preservação, promoção e de integração com a cidade e com um processo de desenvolvimento local inclusivo e sustentável.

Confira o calendário dos Diálogos Municipalista 2017

Aproximar a entidade das demandas municipais. Esse é o objetivo do Diálogo Municipalista promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). O evento, que acontece em várias etapas, já tem calendário definido para o segundo semestre de 2017. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo hotsite do projeto (acesse aqui). É importante confirmar a presença antecipadamente pois as vagas são limitadas.

O primeiro evento do projeto ocorrerá nos dias 1º e 2 de agosto, na Cidade de Goiás (GO). De lá, a equipe técnica da CNM segue rumo ao Município de Campo Grande (MS) para dar continuidade aos trabalhos. O cronograma completo pode ser acessado em dialogo.cnm.org.br

Próximas edições:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Portal CNM

 

Frente Municipalista do Pará é lançada durante Diálogo da Região Norte

diálogo belem do para
Belém/PA recebeu a última etapa do encontro promovido pela CNM nas regiões brasileiras (Foto: Agência CNM)

Reunindo cerca de 200 participantes, o Diálogo Municipalista da Região Norte foi palco do lançamento da Frente Municipalista do Estado do Pará. Essa, que é a última etapa do encontro promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), reuniu gestores municipais e parlamentares, em Belém (PA), nos dias 23 e 24 de novembro.

A frente será composta por prefeitos e membros do parlamento e terá a missão de debater os assuntos de maior urgência para os municípios paraenses. Entre os gestores que irão compor o grupo estão: o prefeito de Tomé-Açu, Josehildo Taketa; o prefeito de Itupiranga, Benjamin Tasca; e o prefeito de Trairão, Danilo Vidal.

Com informações Agência CNM

 

Diálogo do Centro-Oeste produz Carta Municipalista com reivindicações da região

carta parte 1
A Carta foi lida pelo presidente da Federação Goiana de Municípios (FGM), Divino Alexandre, e assinado pelos gestores presentes

Realizado nos dias 11 e 12 de novembro, o Diálogo Municipalista – Encontros Regionais do Centro-Oeste reuniu gestores de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e alguns de Minas Gerais, em Caldas Novas (GO).  O encontro chegou ao fim com a assinatura da Carta Municipalista do Centro-Oeste, que reúne os pontos de destaque desta reunião.

O documento será direcionado aos governos estaduais dos três Estados da região, ao governo federal, à imprensa e à sociedade.

Clique aqui para ler na íntegra a Carta Diálogo do Centro Oeste

Os principais assuntos discutidos que resultaram na Carta foram:

– A necessidade de união entre os prefeitos dos três Estados;

– Resolução dos problemas municipais junto ao governo federal, como o pagamento dos Restos a Pagar, o Encontro de Contas com a Previdência Social e a regularização imediata dos repasses dos royalties hídricos e minerais em atraso desde setembro de 2015 para inúmeros Municípios da região;

– Imediata decisão no Supremo Tribunal Federal (STF) em relação à nova distribuição dos royalties de petróleo que há três anos está parada na Suprema Corte;

– Atenção especial por parte dos deputados federais e senadores  com a Pauta Municipalista, apresentada por todo o movimento durante a XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em maio deste ano, com matérias voltadas à reformulação do Pacto Federativo;

– A preocupação dos gestores por conta dos atrasos nos repasses de verbas de programas dos governos estaduais e federal intensificada pelo final de mandato;

– Apoio à retomada da Contribuição Provisória sobre as Movimentações Financeiras (CPMF), com a garantia da participação dos Estados e Municípios; e

– O novo entendimento do Ministério Público sobre a judicialização das políticas públicas.

Fonte: FGM e Agência CNM

Rede Municipalista é apresentada para participantes do Diálogo, em Caldas Novas/GO

A Rede Municipalista foi apresentada para os cerca de 150 participantes do Encontros Regional do Centro-Oeste (Foto: Xis Schein)
A Rede Municipalista foi apresentada para os cerca de 150 participantes do Encontros Regional do Centro-Oeste (Foto: Xis Schein)

Com cerca 150 participantes, entre eles 50 prefeitos, o Diálogo Municipalista realizado em Caldas Novas (GO) apresentou ferramentas e projetos da CNM idealizados para auxiliar os gestores locais.  Entre eles, a Rede Municipalista, os Observatórios e o Urbem foram expostos em painel no primeiro dia (11/11).

Os participantes foram convidados a conhecer a Rede Municipalista, que tem como objetivo aproximar as prefeituras da Confederação. Para isso, os gestores foram instigados a indicar um agente que receberá informações diárias para repassar aos prefeitos e técnicos da prefeitura.

Mais de três mil agentes municipalistas foram indicados e treinados até o momento. Eles conseguem ter acesso não só a alertas e orientações, mas também a boas práticas a serem compartilhadas. Quando houver a necessidade de ações emergenciais no Congresso, eles também são acionados.

Observatórios e redes sociais
O Observatório Politico, que é atualizado automaticamente com as votações positivas e negativas relacionadas às pautas municipalistas no Congresso, também foi apresentado no painel. Além dele, a CNM alimenta o Observatório dos Lixões, do Crack, e dos Desastres.

A importância das redes sociais como meio de comunicação, contato interação com a CNM foi outra tema abordado. Os gestores foram convidados a conhecer e compartilhar o conteúdo dessas mídias.

Urbem
Uma tecnologia gratuita que permite o controle de gastos, um sistema integrado, economicidade, padronização, confiabilidade das informações, que estarão sempre atualizadas. Estes são alguns dos benefícios conquistados por meio do software de gestão criado pela CNM, o Urbem.

O sistema é público, portanto está disponível para todos. Detalhes do Urbem foram apresentados e muitos dos prefeitos presentes no encontro se mostraram interessados na implementação deste sistema.

Com informações Agência CNM de Notícias

Diálogo Municipalista para gestores nordestinos se encerra nesta sexta (23/10)

A seca severa na região foi um dos principais temas tratados durante o encontro. (Foto: Agência CNM)

Agentes municipais dos nove estados do Nordeste participam do Diálogo Municipalista – Encontros Regionais, sediado em Recife (PE). Todas as entidades municipalistas da região são parceiras da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na promoção do encontro. O objetivo é valorizar a realidade da região e encontrar caminhos para a atual crise Federativa e econômica que o Brasil vive, buscando soluções para as necessidades desses municípios.

Os painéis técnicos foram ministrados ao longo de toda a tarde desta quinta-feira, 22 de outubro e a cerimônia com os dirigentes nordestinos ficou para a noite, devido ao retorno dos prefeitos de Brasília, onde foram recebidos pela presidente da República, Dilma Rousseff (leia mais aqui). O encontro se encerra hoje (23/10).

Um dos principais temas debatidos foi a questão da seca que assola a região e preocupa os gestores municipais. A técnica da CNM, Cláudia Lins, apresentou o Observatório dos Desastres, plataforma criada pela entidade que mostra quantos e como os Municípios convivem com as Situações de Emergência e Calamidades Públicas, causadas desde as enchentes até à seca extrema. O Observatório também divulga notícias, estudos, cartilhas, informativos meteorológicos, orientações e boas práticas para atuar na área de proteção e defesa civil. Os participantes do encontro foram convidados a contribuir com dados, informações e opiniões.

Durante o evento também foi lançada a cartilha “Crise Hídrica no Nordeste: Alertas e Orientações aos Gestores”. Ainda em fase de diagramação, a publicação estará em breve disponível na Biblioteca virtual da CNM para qualquer interessado.

Gestores do Sudeste e Sul do país já receberam o Diálogo Municipalista nos meses de setembro e outubro. Os próximos eventos serão no Centro-Oeste, em Caldas Novas (GO), nos dias 11 e 12 de novembro e no Norte, em Belém (PA), nos dias 23 e 24 de novembro.

Para mais informações e inscrições para os próximos encontros, clique aqui.