Arquivo da tag: água

Desafios municipais na gestão da água pautam Bate-papo desta semana

Ás vésperas do 8º Fórum Mundial da Água, o Bate-papo com a CNM desta sexta-feira, 16 de março, dará continuidade ao tema iniciado na edição passada (assista aqui na segunda parte do programa). Desta vez, o foco será a gestão da água e os desafios encontrados pelos Municípios. O tema será embasado pela cartilha Água no Brasil: perspectivas e desafios, que está sendo lançada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Os Agentes Municipalistas e demais participantes do Bate-papo poderão conferir em primeira mão os principais pontos da publicação.
O Bate-papo contará com a presença da consultora da Confederação na área de Meio Ambiente e Saneamento Claudia Lins e apresentação do também consultor Maurício Zanin. O Bate-papo se inicia às 10h, ao vivo, pelos canais da CNM no Facebook (acesse aqui) e Youtube (acesse aqui).
Para participar, basta acessar um dos canais nos dias e horários marcados. Perguntas podem ser enviadas antecipadamente para redemunicipalista@cnm.org.br ou durante a transmissão pelo grupo da Rede no Telegram e Facebook.
 
Água no Brasil: perspectivas e desafios
A cartilha conta com informações que evidenciam dados atuais, os conflitos que os Municípios vivenciam com relação ao uso da água, conceitos e boas práticas em gestão de recursos hídricos. Também destaca a ausência de recursos não onerosos e o corte de um terço no orçamento para o saneamento básico em 2018, o que obriga os gestores a buscarem empréstimos e recursos em fundos estaduais, nacionais e internacionais para investirem em ações relacionadas à água.
A publicação será distribuída no Fórum e no evento conjunto da CNM, Espaço Municipalista: a água e mundo. Após o lançamento, será disponibilizada na biblioteca online da CNM
Água no Brasil e no Mundo
O Fórum Mundial da Água, realizado pela primeira vez na América Latina, ocorre entre os dias 18 e 23 de março, em Brasília. Paralelo à agenda internacional, a CNM promove um encontro para debater o tema no Espaço Municipalista: a água e mundo, de 19 a 22 de março. Para mais informações e inscrições, acesse aqui. 

Bate-papo detalha informações sobre Fórum e Seminário da Água 

O Bate-papo com a CNM desta semana, no dia 9 de março, vai trazer todas as informações sobre o 8º Fórum Mundial da Água e o Seminário A Água e o Mundo, que ocorrem em Brasília. O Bate-papo contará com a presença da técnica da área de Meio Ambiente da Confederação Nacional de Municípios Alice Peixoto e da coordenadora da área Internacional da CNM, Tatiane de Jesus. A apresentação será do consultor Maurício Zanin.

A atividade se inicia ao vivo às 10h, pelo Live da CNM no Facebook (acesse aqui) e também pelo canal da Confederação no Youtube (acesse aqui). Para participar, basta acessar um dos canais nos dias e horários marcados. Perguntas podem ser enviadas antecipadamente para redemunicipalista@cnm.org.br ou durante a transmissão pelo grupo da Rede no Telegram e Facebook.
Os desafios da gestão da água no cenário nacional e internacional

O Fórum Mundial da Água ocorrerá pela primeira vez na América Latina, entre os dias 18 e 23 de março, em Brasília. O encontro deverá debater o tema em espaço municipalista e é tema de campanha lançada nesta segunda-feira, 5 de março, pela Confederação.

Paralelo à agenda internacional, a CNM promove um encontro para debater o tema no espaço municipalista: Seminário A Água e o Mundo, de 19 a 22 de março. Durante a programação estão previstos debates e trocas de experiências no tema de recursos hídricos com a participação de técnicos especializados, parlamentares e gestores. Também devem ocorrer capacitações para captação de recursos internacionais e para gestão hídrica.

Inscrição para o Espaço Municipalista: A Água e o Mundo aqui

Gestão da água pauta eventos em Brasília

Faltam poucos dias para o início do Fórum Mundial da Água e para o Seminário A Água e o Mundo, que ocorrem em Brasília. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) incentiva a participação dos gestores locais no Fórum, que ocorrerá pela primeira vez na América Latina, entre os dias 18 e 23 de março. Paralela à agenda internacional, a entidade promove encontro para debater o tema em espaço municipalista.

Durante a programação do Seminário A Água e o Mundo, de 19 a 22 de março, estão previstos debates e trocas de experiências no tema de recursos hídricos com a participação de técnicos especializados, parlamentares e gestores. Também devem ocorrer capacitações para captação de recursos internacionais e para gestão hídrica.

Os problemas enfrentados por conta da seca e da falta de saneamento básico, que afetam milhões de pessoas no Brasil e no mundo, também fazem parte da pauta de debates. O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, lembra que as Prefeituras, principalmente do Nordeste, estão em situação tão complicada que não têm mais como responder à crise causada pela seca. Da mesma forma, promover ações de saneamento ainda é um grande desafio em muitas localidades do país.

Leia a matéria na íntegra no Portal CNM. 

Acesso à água potável e saneamento são propostas do ODS 6

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) convida os gestores a conhecerem o ODS 6. A sua principal meta é garantir o direito humano à água potável e ao saneamento básico.

Órgãos governamentais em todo o mundo verificaram que o acesso à água e ao saneamento está diretamente ligado a questões importantes como redução da pobreza, melhoria da saúde e segurança alimentar. Além disso, a oferta dos serviços favorece o crescimento econômico das cidades.

Quando o saneamento básico não existe ou é precário, a saúde pública é afetada, uma vez que são recorrentes casos de doenças transmitidas pela água não tratada, por exemplo. Os reflexos negativos também aparecem no meio ambiente, com a contaminação do solo, rios e outras fontes de água para abastecimento.

Desse modo, o ODS busca chamar a atenção das autoridades globais a respeito da necessidade de acesso à água potável e saneamento em todo o mundo. Para que essa meta seja cumprida, há um conjunto de itens que devem ser levados em conta. Entre eles, a melhoria da qualidade da água ofertada, o aumento da eficiência do recurso em todos os setores, o que inclui o uso sustentável da água, e ainda a proteção ou restauração dos ecossistemas existentes.

Fornecer água própria para o consumo humano e saneamento básico estão entre as atribuições dos governos municipais. Todavia, como sinaliza a Confederação, os desafios que essa prestação de serviço representa podem variar bastante, especialmente entre as zonas rurais e urbanas.

Também está no rol de competências municipais a promoção de ações em Saúde e Educação sobre o uso consciente da água. E ainda, o incentivo à participação social para o planejamento e implantação de políticas públicas no setor. O item está presente em uma das submetas do ODS 6, que trata justamente de engajar a comunidade local.

Contudo, a maior parte dos Municípios brasileiros esbarra na falta de recursos para desenvolver essas ações preventivas. Outro ponto destacado pela CNM é que, para acessar as verbas federais ou mesmo firmar convênios, o Ente local precisa dispor de uma equipe técnica completa, realidade que não se verifica principalmente nas cidades de pequeno porte.

Clique aqui para conhecer as ações da CNM  que orientam os gestores municipais no alcance do Objetivo 6.

Fonte: Agência CNM